O cotidiano é um oráculo

(Carlos Castañeda)
“O mundo que nos cerca é oracular: fatos concretos confirmam ou advertem. A realidade nos fala o tempo todo, mas nós não damos importância a esses sinais e presságios porque não temos a atenção focalizada de modo ampliado.
Um mundo não plenamente percebido é um mundo sem sentido, incompleto.
Precisamos dirigir nossa atenção a tudo, sem exclusões egoístas.
Perder a importância própria: qualquer coisa é tão importante quanto nós.
Apagar o diálogo interior (pensamentos obsessivos).
Assumir a responsabilidade pelo que nos acontece.
O guerreiro nunca é vítima e jamais se queixa.
Proceder como se fosse o seu último ato. Os atos do guerreiro são definitivos e estratégicos.
O guerreiro não tem obsessões: ele acredita sem acreditar.”

3 comments

  1. Aunque suene extraño, a veces pienso que una Carta Astral mal calculada, o con una hora incorrecta, es tan correcta como la “real”. Porque más allá de la interpretación mental, que tanto nos gusta a los astrólogos (porque nos da seguridad), hay una visión oracular de la Carta, que sólo ves cuando desconectas tu mente y conectas con los planetas a través de tu cuerpo, del corazón, de la intuición. En ese lugar donde todo es espejo de todo.
    ¡Un abrazo, Lilian!

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *