‘O Museu Hermético’

“Segundo uma lei atribuída à Pitágoras, o espectro de todas as possibilidades terrenas está associado ao número quatro. O quinto elemento aristotélico, a sutil quintessência, só se encontra pois no céu superior do fogo divino. O objetivo de todos os alquimistas era trazer este quinto elemento para a terra através das repetidas transmutações que o seu trabalho implicava. O que se traduziu na frequente destilação do álcool, o espírito do vinho, ou na concepção da luz divina presente no sal.
No seu percurso, era necessário ao alquimista transpor o círculo mais excêntrico do mundo inferior, que se afasta do Paraíso, o anel serpentino de Saturno.
Saturno é identificado como o deus grego do tempo, Cronos, e vencê-lo significa a ruptura feita no tempo transitório e efêmero e o retorno à idade de ouro da eterna juventude e da benevolência divina, que permite a fusão num todo unificado. Para que este sonho se cumpra, é necessário o elixir do rejuvenescimento, o “ouro bebível”, cujo conhecimento se supõe ter penetrado na Arábia medieval através da China e da Índia.
O texto grego mais antigo de teor alquimista, sob o título programático de Physica kai Mystika (Das coisas naturais e das coisas ocultas), subdivide já a Opus Magnum em quatro fases, de acordo com as cores que apresentam: o Negro (Nigredo), o Branco (Albedo), o Amarelo (Citrinitas) e o Vermelho (Rubedo). Esta classificação perdurou, de um modo geral, ao longo de toda a história da alquimia, com variantes pouco significativas. Posteriormente, surgiram algumas subdivisões com divergências mais marcadas entre si, em relação à “astronomia inferior”, como a alquimia também é designada, tendo como base o número dos planetas-metais ou os doze signos do Zodíaco.
J. Pernety refere em seu Dictionnaire Mytho-Hermétique (Paris, 1787) as seguintes fases:
1. Calcinatio – oxidação – Carneiro
2. Congelatio – cristalização – Touro
3. Fixatio – fixação – Gêmeos
4. Solutio – dissolução – Caranguejo
5. Digestio – decomposição – Leão
6. Distillatio – separação do sólido do líquido – Virgem
7. Sublimatio – aperfeiçoamento através da sublimação – Balança
8. Separatio – separação, decomposição – Escorpião
9. Ceratio – fixação num estado semelhante ao da cera – Sagitário
10. Fermentatio – fermentação – Capricórnio
11. Multiplicatio – multiplicação – Aquário
12. Projectio – espargir o lapis pulverizado sobre os metais comuns – Peixes

O referido texto antigo sobre alquimia do século I-II a.C. foi divulgado por um discípulo de Demócrito, sob o seu nome. O próprio Demócrito reconduzia todos os fenômenos da percepção sensorial, como sejam as cores, aos movimentos e às combinações mutáveis das partículas mais pequenas indissolúveis, a que chamava átomos, partículas “indivisíveis”. esta realidade atomista por detrás da fachada de um universo de aparências ilusórias era de uma profundidade e de um secretismo inconcebíveis.”

(extraído de Alquimia e MisticismoO Museu Hermético – de Alexander Roob – Taschen Ed.)

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *