No metrô. Na gringa…

No metro. Na gringa. Um senhor afro. Ele se aproxima das pessoas na plataforma, com um sorriso que mostra todos os três dentes. As pessoas o repudiam, afastam-se dele com expressão de NOJO. É absurdo o estado ROBÓTICO E FRIO em que algumas pessoas estão mergulhadas, em qualquer lugar do planetinha. O medo. Será que não sabem ler linguagens corporais que até uma criança saberia? Os ombros, o caminhar, a expressão facial, as mãos.
Ele se aproxima de mim.
– Estou em paz. – e exibe de novo o sorrisão cheio de três dentes.
– Eu notei. – respondi, dando meu melhor sorriso.
Ele não pediu NADA.
– Um bom Natal para a senhora. Saúde e paz.
Ganhou 3 euros.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *